Comportamento Desenvolvimento Pessoal Organização

A importância de escrever

Eu sempre comento por aqui sobre o método GTD pra organização e produtividade. Eu já era uma pessoa organizada antes de conhecer o método, o que ele fez por mim foi facilitar alguns caminhos e tornar ações que eu ja executava por instinto em ações lógicas. 

E hoje eu trouxe pra discussão o hábito que mais fez diferença na minha vida e que eu aprendi com o GTD. E sem sombra de dúvidas, se eu tivesse que escolher apenas um hábito, que não só fez uma enorme diferença em minha vida, mas que é aplicável a todas as pessoas e a todas as situações, seria o hábito de CAPTURAR.

Já vimos muitas orientações por aí sobre hábitos de sucesso. Pra mim, as atitudes mais comuns de ver por ai são:

▪️ Se você deseja alcançar seus objetivos, anote.

▪️ Se você quiser se lembrar de algo, escreva.

▪️ Se você quiser descobrir o que realmente está acontecendo em sua mente, anote.

▪️ Se você quiser melhorar sua criatividade, sua imaginação, coloque no papel.

O hábito da captura pra mim serve a todos esses propósitos. Não conheço a ciência por trás da escrita, mas parece haver algo de especial na conexão entre meu cérebro e minha mão escrevendo algo fisicamente (escrita mesmo, e não digitação).

O ato de escrever exige um movimento do meu corpo, me faz pensar novamente naquilo enquanto escrevo e mais uma vez ao final, quando leio o que escrevi. Isso tudo sinaliza um comprometimento real comigo mesma e tendo a me esforçar mais para realizá-lo. É um passo acima de pensar e sonhar acordado.
Se estou procurando por novas ideias, soluções ou quiser entender o que está me incomodando, a escrita me ajuda a explorar meu subconsciente e descobrir alguns dos problemas que estavam escondidos.

Esvaziar a mente, capturar tudo que se passa na minha cabeça e transformar isso em um hábito, sutilmente diz a mim mesma: “Eu me comprometi a fazer alguma coisa”. Isso tudo gera confiança, auto-estima e aumentam minha probabilidade de alcançar quaisquer objetivos que eu tenha. Ao final de cada pequeno “check” das minhas atividades, dos meus compromissos ou hábitos positivo que eu realizei, é como seu dissesse a mim mesma: “Eu confio em mim, eu realizei, eu consegui”.

? Posts interessantes pra você:  Às vezes procrastinar é inevitável / Saia da zona de conforto

?Assine a newsletter do blog e receba as atualizações no seu e-mail. ?

Sobre o autor

Formada em Engenharia Mecatrônica, estudou Gestão Estratégica de Negócios e tem especialização em Finanças, Investimentos e Banking. É consultora registrada na CVM, certificada pela ANBIMA como Especialista em Investimento e associada da Planejar - Associação Brasileira de Planejadores Financeiros. Trabalha com Planejamento Financeiro Pessoal, desenvolvimento estratégico de carteira de investimentos, atendendo de forma individual e personalizada ou através de mentorias em grupo, além do curso online Método D-RICA: reorganize, invista, conquistes e aproveite.

(1) Comentário

  1. Adriane Maranho diz:

    Muito interessante o método GTD e a ideia de captura. Realmente quando anotamos as coisas, facilita a concretização das mesmas. Revisar as anotações ajuda a expandir a criatividade e a capacidade de realização.
    Excelente reflexão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: