Educação Financeira, Finanças

Controle seus impulsos nas compras

As compras por impulso representam a parte dos gastos que mais prejudica seu equilíbrio financeiro. Além de não planejadas, na maior parte dos casos são desnecessárias. Para te ajudar a ter controle sobre esses impulsos, aqui vão algumas dicas:

1. Não use as compras por impulso como recompensa

Quantas vezes você já comprou algo sabendo que não estava no seu planejamento, e usou a desculpa do “Ah! Eu mereço, trabalhei tanto esse mês!”.  Não se sabote! É igual dieta: Se você seguir a dieta a semana toda e no final de semana comer tudo que tiver na sua frente falando que merece porque resistiu a tudo antes não adianta nada. Você vai engordar do mesmo jeito, e todo o seu esforço da semana foi pro ralo.

Não estou dizendo que você não mereça se recompensar, mas até essa recompensa tem que ser planejada. Pense que você merece MAIS. Pra que se contentar com aquela roupa da promoção como recompensa quando você pode bancar sua viagem dos sonhos, sacou?!

Se você se organizar e seguir seu orçamento, você vai conseguir comprar o que quer, é só uma questão de saber o momento certo para cada coisa. Tenha paciência.

2. Desejo x Necessidade

Aprenda a diferenciar o que você precisa do que você deseja. Faça uma lista do que é realmente necessário que você compre e faça também uma lista do que você quer comprar só por querer mesmo, e classifique as duas listas com o que é mais importante em cada uma. É lógico que a prioridade será a lista das necessidades, porém você pode planejar uma verba de gastos extras para, aos poucos, ir satisfazendo também a sua lista de desejos.

 3. Compartilhe suas decisões

Escolha alguém que tenha um controle financeiro maior que você e converse com ela quando tiver que decidir sobre um gasto não planejado. Às vezes um item da sua lista que estava previsto pra ser adquirido só daqui alguns meses mas que perece ser um bom negócio comprar agora, ou quando dá aquela vontade de comprar algo da lista de desejos mesmo sem ter destinado uma verba pra isso, é sempre bom pode discutir essa decisão com alguém para ver se realmente é um bom negócio. A visão dessa pessoa pode te ajudar a considerar situações que você não tinha pensado antes. 

4. Dificulte que seu impulso apareça

Hoje em dia somos bombardeados por todos os tipos de promoção, principalmente através das redes sociais. Se você curtiu todas as páginas no Facebook das lojas que gosta ou se segue todas elas no Instagram você provavelmente passa vontade o tempo todo. São muitas novidades e promoções aparecendo pra você todos os dias e seu cérebro fica pensando naquilo até quando você não está mais na Internet. 

É hora de parar de seguir essas páginas e esses perfis. Você já sabe que eles existem ali. Quando for preciso pesquisar algum produto dessas lojas é só acessar e procurar. Não precisa ficar “dando ideia” pra cabeça.

5. Repense 

Está cada dia mais fácil concluir uma compra no impulso, considerando todos os recursos das compras online. Você já tem cadastro na loja, seu endereço já está lá, muitas vezes seu cartão de crédito também já está cadastrado. Basta um clique e a compra é finalizada.

Você precisa de tempo para analisar o que está fazendo. O ideal é você esperar pelo menos um dia pra fechar a compra e ter tempo de pensar se vale a pena. Mas se não der, que tal remover pelo menos o cartão do seu cadastro? Na pior das hipóteses você será obrigado a deixar o produto no carrinho de compras até cadastrar novamente o cartão e enquanto isso pode pensar nas suas reais necessidades. 

💡 Veja também o post Como reduzir suas despesas.

📬Assine a newsletter do blog e receba as atualizações no seu e-mail. 😉

Leave a Reply

Theme by Anders Norén

%d blogueiros gostam disto: