Clube de Leitura Financeira, Leituras

[Resenha] Dinheiro: Os Segredos De Quem Tem

CLUBE DE LEITURA FINANCEIRA - LIVRO 06
Período de leitura: 01/09/2019 a 29/09/2019

Muitas pessoas acreditam que ganhar muito dinheiro é sinônimo de riqueza, e isso faz com queiram passar imagem de ostentação, preocupando-se com o status e em mostrar que estão sempre com o carro do ano, o último modelo de celular lançado… quando na maioria dos casos esse consumo desenfreado é mantido por dívidas (parcelamentos, financiamentos, consórcios e até mesmo empréstimos).

O dinheiro deve ser um meio de te proporcionar felicidade, e não o fim. Enquanto você não encontrar seu verdadeiro motivo para ser feliz o dinheiro por si só não cumprirá o papel que deveria na sua vida.

“A ganância humana não tem limites, e por isso a aquisição material jamais o fará feliz.”

Gustavo cerbasi

O livro nos apresenta dois tipos de pobre:

Os pobres sem dinheiro, que apesar de um longo caminho ainda poderão chegar lá, já os pobres com dinheiro, são um caso quase perdido, pois não possuem um objetivo na vida e só pensam em bens materiais vendo o dinheiro como um fim.

O problema da população brasileira em lidar com o dinheiro é cultural.

Somos pressionados a todo instante por amigos e familiares a consumir, a adquirir bens que possam ser mostrados como prova de sucesso na vida.

Um belo exemplo é obsessão da maioria da população por ter um carro, mesmo quando isso não cabe no bolso e exige longos financiamentos. Em muitos casos isso se dá apenas para representar um status, para provar um falso sucesso financeiro.

A tranquilidade financeira deveria estar acima de qualquer consumo.

Essa tranquilidade só ocorrerá através de um bom planejamento, de uma garantia de contas pagas independente do que te aconteça.

Daí a importância em se pensar em reserva de emergência, cuidados com a aposentadoria o quanto antes, seguros de vida e principalmente um planejamento de investimentos para gerar renda passiva.

As pessoas não enriquecem porque não fazem planos, mas porque os fazem e não os executam. O outro motivo é porque cometem erros.

Todos nós erramos, porém com um pouco de sabedoria, alguns conseguem se organizar de forma a fazer com que os bons resultados compensem os maus.

“Errar é humano. Aí está um belo bordão para justificar um erro. Ou, talvez, uma bela desculpa. Mas algumas pessoas talvez se achem mais humanas que outras porque se dão ao luxo de erra com uma frequência impressionante!”

gustavo cerbasi

Os quatro grandes erros das pessoas pobres:

1. Desprezar os pequenos valores;

2. Não se esforçar por uma boa negociação;

3. Não ter percepção financeira;

4. Não saber aonde quer chegar.

“Não são os bancos os vilões de seus problemas financeiros, mas sua própria falta de conhecimento.”

gustavo cerbasi

Para construir sua riqueza de forma consistente, você precisa estar consciente de sua meta. Sua atitude em relação ao dinheiro deve ser bastante objetiva.

Outro ponto importante que o livro apresenta são as 5 Crenças e Bloqueios que devemos eliminar para ter sucesso financeiro.

Crença número 1: a não urgência

“Isso não é importante. Não é urgente. Não é essencial. Outras coisas são mais importantes.”

Nada é mais urgente do que garantir seu futuro com tranquilidade.

Você vai construir um plano para enriquecer, e vai seguir esse plano. Por isso, dedique tempo e ponha seu plano em prática. Comece hoje. Esse é o seu plano mais importante, mais urgente.

Crença número 2: o passado

“Eu investi no mercado de ações e quebrei a cara. Juro que nunca farei isso novamente!”

Não veja o passado com uma aptidão para perdas. Não se feche para as lições que a vida lhe ensinou. Estude, procure saber por que perdeu, quem ganhou no seu lugar, o que ele fez de diferente.

Crença número 3: a identidade

“Eu não sou bom números. Perco dinheiro em tudo o que faço.”

Esse é um pretexto usado frequentemente. Existem muitas maneiras de cuidar das suas finanças. Inevitavelmente você precisará entender o mínimo, mas não é nenhuma equação mirabolante. E você sempre pode buscar mais informações na Internet, com amigos, contratando especialistas e aproveitando as tecnologias disponíveis para te auxiliar.

Crença número 4: o medo da perda

“Eu não suporto o risco de investir.”

Algumas pessoas realmente não se dão bem com o risco e a incerteza. Mas existem muitos investimentos disponíveis no mercado, com diferentes níveis de risco. E lembre-se que quanto mais você entende do mercado e do mundo financeiro, menores são os seus riscos. O conhecimento te fará menos suscetível a erros. Você pode e deve correr riscos, mas quando estiver pronto para administrar e minimizar seus efeitos.

Crença número 5: os recursos

“Eu não tenho dinheiro suficiente para começar. Eu não tenho tempo.”

Atualmente, com tantas opções disponíveis, qualquer dinheiro é suficiente para começar a investir. Você pode começar com R$1,00 em alguns CDBs, em torno de R$35,00 já consegue investir no Tesouro Direto, com R$ 100,00 encontra bons fundo de investimento. Se você não começar nunca conquistará nada. E quanto mais tempo você demora pra começar, mais esforço terá que fazer depois pra compensar o tempo perdido.

A fórmula da abundância:

“Gaste menos do que ganha, invista a diferença e depois reinvista os retornos.”

Desenvolva um plano que faça sentido para você.

1. Defina um valor mensal a ser poupado com base na análise de sua real capacidade de poupar;

2. Busque constantemente a melhor alternativa de investimento;

3. Defina a massa crítica e a renda desejada para aposentadoria;

4. Corrija suas aplicações mensal pela inflação;

5. Reserve-se o direito ao luxo quando houver sobras.

Sua independência financeira é a segurança do seu futuro.

A massa crítica é o volume de recursos que você precisará ter em uma aplicação segura, que gere juros sobre esses recursos, de forma que a renda gerada (após pagamento de imposto de renda e descontados os efeitos da inflação) seja suficiente para cobrir todos os seus gastos mensais com segurança.

Ao atingir a massa crítica, podemos nos considerar financeiramente independentes ou mesmo aposentado, pois todos os gastos necessários à sobrevivência são pagos sem que tenhamos de trabalhar.

Principais pontos do plano financeiro

  • Dedique tempo à construção de seu plano no papel ou em uma planilha eletrônica.
  • Relacione todas as suas fontes de recursos financeiros e todos os gastos mensais.
  • Identifique suas possibilidades de redução de gastos e estabeleça limites para os gastos não programados.
  • Após otimizar seus gatos mensais, identifique de forma precisa o preço de sua sobrevivência, quanto você gasta mensalmente com segurança.
  • Calcule quanto sobra de sua remuneração para possíveis investimentos mensais.
  • Estude algumas alternativas de investimento para o volume de recursos que você tem hoje e estabeleça uma meta realista de taxa de juros real possível para fazer seu dinheiro crescer a juros compostos. Essa será a taxa utilizada em suas simulações de renda futura.
  • Estipule uma meta para o seu futuro:
    • Que renda você pretende ter ao se aposentar;
    • Durante quanto tempo pretende poupar;
  • Determine a massa crítica necessária para sustentar sua renda de aposentadoria com base em uma taxa de juros realistas e de baixo risco.
  • Determine quanto será realmente poupado, e durante quanto tempo, para formar a massa crítica. Verifique se essas condições são compatíveis com suas possibilidades e expectativas. Se não forem, estabeleça novos prazos ou corte mais gastos de sua sobrevivência.
  • Faça algumas simulações para certificar-se de que escolherá o melhor plano.
  • Lembre-se de que esse será um compromisso assumido comigo mesmo e o valor mensal dos investimentos aumentará a cada mês com a inflação, obrigando-o a cortar outros gastos ou a aumentar a renda.
  • Mantenha-se em constante atualização sobre alternativas de investimentos e busque sempre aquelas das quais tem o domínio dos riscos.
  • Faça planos para as mudanças de vida que ocorrerão com a independência financeira.
  • Mantenha-se fiel a seus planos, seja disciplinado. O prêmio vale a pena.
Se você gostou do material disponibilizado curta e compartilhe pra ajudar esse conteúdo a chegar a mais pessoas. 
Obrigada por me acompanhar por aqui!  

 💡 Posts interessantes pra você:  Resenha Pai Rico Pai Pobre / Resenha Como Organizar Sua Vida Financeira

 📬 Assine a newsletter do blog e receba os posts no seu e-mail assim que forem publicados. 

Leave a Reply

Theme by Anders Norén

%d blogueiros gostam disto: